INÍCIO DA GREVE POR TEMPO INDETERMINADO PASSA PARA 2 DE NOVEMBRO

Publicado em:

COLEGA, em face da catástrofe que se abateu sobre o nosso País, com incêndios que devastaram uma área significativa do território português, causando dezenas de mortos, Portugal estará a cumprir luto nacional até à próxima quinta feira.
Este facto, associado às inúmeras manifestações de associados no sentido de adiarmos a greve para data posterior, os sindicatos subescritores da greve prevista para o próximo dia 19 de Outubro, decidiram adiar a greve.
As razões objectivas que determinam esta decisão são:
1 – Respeitar o luto nacional decretado pelo Governo Português
2 – Respeitar os inúmeros apelos dos colegas, entretanto chegados aos sindicatos, no sentido de se adiar a greve para data posterior.
3 – Ter em conta que a manutenção da greve na data prevista iria baixar significativamente os níveis de adesão, bem como a participação na manifestação prevista para o dia 19 de Outubro.
4 – Ter em conta que a manutenção da greve para 19 de Outubro, com a manifestação prevista para Lisboa nesse dia, iria ser “abafada” pelos acontecimentos, constituindo-se em factor de risco para a animosidade social em relação a nós.
5 – Sabermos que qualquer quebra na coesão demonstrada até agora poderia ser fatal para a continuidade das lutas.

CINCO RAZÕES INCONTORNÁVEIS PARA OS SINDICATOS.
Cinco razões que determinam que, hoje mesmo, seja emitido novo pré aviso de greve para dia 2 de Novembro, por tempo indeterminado.
Cinco razões que reforçam a nossa autoridade moral e cívica para levar esta luta até às últimas consequências, caso o governo teime em nos discriminar nas negociações.

MAS, PORQUÊ O DIA 2 DE NOVEMBRO?
Porque os pré avisos de greve têm de ser emitidos com dez dias úteis de antecedência da greve.

GREVE ARRANCA COM MANIFESTAÇÃO EM LISBOA
Alterado o calendário da greve, não alteramos o calendário dos protestos.
Dia 2 de Novembro a greve arranca com uma grande manifestação em Lisboa, frente ao Ministério da Saúde, caso até lá não sejam desbloqueadas as negociações e atingidos os objectivos reivindicados.
Até 2 de Novembro iremos continuar a efectuar plenários de esclarecimento e mobilização nos locais de trabalho.
A LUTA É DE TODOS NÓS E PARA TODOS NÓS.

UMA EXPLICAÇÃO ADICIONAL
Todos os colegas se interrogam quanto ao timing da luta por causa do Orçamento de Estado. Uma única e simples explicação: este calendário não prejudica esse objectivo.
Estes dias continuarão a ser de pressão sobre o Governo para que se retomem as negociações.
OS SINDICATOS CONTINUARÃO UNIDOS NESTA LUTA QUE É DE TODOS NÓS
A FORÇA DA NOSSA RAZÃO NÃO NOS CALARÁ EM NENHUMA CIRCUNSTÂNCIA

AS DIRECÇÕES SINDICAIS

PDF – Comunicado Conjunto 17 Outubro 

 



7ª Conferência sobre o tema “Igualdade de Género – Um Desafio para a Década”

Publicado em:

Colegas,

É com enorme prazer que convidamos TODOS os Colegas a participar no próximo dia 27 de outubro (sexta -feira), das 14h00 às 18h00, em Lisboa, no Auditório da UGT, na Rua Vitorino Nemésio, nº. 5 – Ameixoeira.

A sessão será presidida por sua Excelência Primeiro Ministro, Dr. António Costa.

Esta iniciativa enquadra-se num Ciclo de Conferências organizado pela Faculdade de Medicina da Universidade do Porto, a Ordem dos Médicos, a UGT – União Geral de Trabalhadores e o SINDITE – Sindicato dos Técnicos Superiores de Diagnóstico e Terapêutica.

A participação é gratuita, sujeita a inscrição

Contamos com a sua presença.

Saudações Sindicais



GREVE – TSDT – 13/10/2017 – Documentação

Publicado em:

Estimados Colegas,

Em articulação entre os Sindicatos, apelamos aos Colegas que adiram, também, à Greve decretada pelo STSS para o dia 12 de outubro e a juntarem-se às CONCENTRAÇÕES que, nesta data, das10h30 às 13h00, decorrerão nos seguintes locais:

PORTO – Hospital de São João

COIMBRA – CHUC

LISBOA – Hospital Santa Maria

FUNCHAL – Hospital Dr. Nélio Mendonça

Cordiais Saudações Sindicais

O Secretariado Nacional 

 

Documentos relevantes à Greve:

Pré-Aviso de Greve

Esclarecimentos Greve

Despacho Conjunto n.º 29/2017

CES – Acórdão n.º 16/2017

Cartaz da Greve