Historial

Assembleia Constituinte
13 de Dezembro de 1979

Estatutos publicados em BTE
08 de Março de 1980

Congressos:
1.º – 28 de Junho de 1980 – Porto
2.º – 19 de Junho de 1983 – Espinho
3.º – 27 de Junho de 1987 – Lisboa
4.º – 27 de Junho de 1992 – Lisboa
5.º – 22 de Junho de 1996 – Lisboa
6.º – 27 de Novembro de 1999 – Lisboa
7.º – 28 de Junho de 2003 – Porto
8º – 27 de Maio de 2007 – Vimeiro
9º Extraordinário – 31 de Maio de 2008 – Porto

Em cada um destes Congressos, depois de ter sido apresentado o Relatório de Actividades do mandato, foi aprovado um Plano de Acção para o seguinte, bem como se procedeu à eleição, por voto secreto, de novos corpos gerentes.

RAZÕES DA SUA CRIAÇÃO
Inexistência à época, de um sindicato de âmbito nacional específico para estas profissões da saúde que fosse regido pelos princípios do sindicalismo democrático.

Estatutariamente é uma organização autónoma, independente do patronato, do estado, das confissões religiosas, dos partidos políticos ou de quaisquer outras associações de natureza política.

Neste contexto, foi o 1.º dos novos sindicatos formados no âmbito da UGT.

FORMAÇÃO COMPLEMENTAR
Cabendo prioritariamente às Escolas Superiores de Tecnologia da Saúde e Associações Profissionais dinamizar e incentivar a formação específica de cada profissão, resta aos sindicatos ocuparem-se com uma formação mais abrangente.

Neste contexto, o SINDITE levou a efeito vários cursos no Norte, Centro e Sul do País, versando temas de interesse prático e transversais a todas as profissões, nomeadamente, regras para elaboração do Curriculum Vitae, de uma Monografia, legislação dos Concursos e Avaliação do Desempenho na Administração Pública e outros.

Alguns cursos realizaram-se nas nossas instalações no Porto e em Lisboa, frequentados por profissionais de Saúde em exercício nas Instituições de Portugal.

OUTROS EVENTOS
Em época de mudança ou transformação o SINDITE organizou Jornadas ou Encontros de âmbito nacional com o objectivo de encontrar respostas ou reflectir sobre assuntos de especial interesse para os profissionais.

Em Dezembro de 1984
Realizaram-se as Jornadas sobre “Definição de Conteúdos Funcionais”, em Oeiras, que deram origem aos conteúdos funcionais de cada profissão.

Em Março de 1985
E porque se avizinhava a negociação de uma nova Carreira, foram levadas a efeito, em Tróia, umas Jornadas sobre “Elaboração da Carreira dos TDT”, que muito contribuíram para o D.L. n.º 384-B/85, publicado a 30 de Setembro.

Em Junho de 1998
Em Coimbra, realizou-se o “I Encontro de Reflexão dos TDT”, com os temas de:
– Coordenação dos Serviços
– O Ensino das Tecnologias da Saúde
– Consciencialização Profissional

Em Junho de 2000
O “II Encontro de Reflexão dos TDT”, em Tomar, abordou:
– Qualidade dos Serviços de Saúde.
– Complementaridade numa Equipa de Saúde.
– Licenciaturas: bietápicas ou de raiz?
– Carreira – que futuro?

Em Maio de 2002
Em Lisboa, o “III Encontro de Reflexão dos TDT”, abordou:
– Investigação e Desenvolvimento Profissional.
– Perfis Profissionais / Ética nos Serviços de Saúde.
– Importância do Ensino e Prática de Gestão na Actividade dos TDT.

Em Maio de 2004
Na Maia, o Seminário “ Empreendorismo em Saúde” abordou:
– Experiências de financiamento de projectos internacionais na Saúde.
– As Organizações de saúde em mudança.
– O e-learning e as profissões de Saúde

Em Maio de 2005
Cruzeiro no Rio Douro, onde se comemorou os 25 Anos do SINDITE e simultaneamente o Seminário “ Cidadania Organizacional”.

Em Maio de 2007
No Vimeiro, o “ IV Encontro de Reflexão dos TDT”, abordou:
– Autoregulação, Emprego e Empreendedorismo.
– Ensino: Processo de Bolonha.
– Reforma da AP: Carreiras, Vínculos e Remunerações.
– Ética e Deontologia em Saúde.

Todos estes eventos foram participados por Técnicos de todas as regiões do País, que muito contribuíram para um frutuoso debate dos temas.