SUSPENSÃO DA VIGÍLIA AGENDADA PARA HOJE – 15/10/2018

Publicado em:

Caros Colegas,

Face à remodelação Governamental e à mudança do Ministro da Saúde, desconhecendo-se até então a dimensão das alterações da equipa ministerial decidiu, a Plataforma Sindical, suspender a Vigília prevista para hoje, em frente ao Ministério da Saúde.

Este é um sinal de boa fé negocial dada pelos Sindicatos. Contudo os Dirigentes Sindicais, deslocar-se-ão ao Ministério da Saúde, à hora que estava previsto o início da Vigília, de forma a entregarem à Ministra recém empossada o Memorando onde constam todos os desenvolvimentos e reivindicações do nossos processo negocial.

Colegas, as nossas lutas e exigências mantêm-se, razão pela qual, exigiremos uma audiência, com caráter urgente, à nova titular da pasta, por forma a levar a bom porto o nossos processo negocial.

Todas as outras ações previstas manter-se-ão, caso não haja desenvolvimento positivo das nossas exigências.

CONTAMOS SEMPRE CONTIGO

JUNTOS SOMOS MAIS FORTES

O Secretariado Nacional



IMPORTANTES ALTERAÇÕES DE CALENDÁRIO DE LUTA

Publicado em:

Caros (as) Associados (as)

Após marcação, por parte do Governo, de reunião de negociação, decidiu a Frente Sindical rever o calendário de ações de luta.

As vigílias desconcentradas, previstas para dia 15/10, tinham como principal objetivo pressionar o Governo à marcação de reunião. Dado o Governo ter marcado reunião que irá ocorrer dia 19/10 sem, contudo, apresentar qualquer proposta, decidiram os Sindicatos rever a sua ação e desenvolvê-la da seguinte forma:

Dia 15/10 – Vigília de dirigentes, delegados e ativistas sindicais, assim como todos os colegas que se queiram juntar em frente ao Ministério da Saúde, com o objetivo de levar o Governo a apresentar uma proposta concreta de forma a ser analisada e, em sede de reunião, suscitar uma contra proposta por parte dos Sindicatos, caso se verifique essa necessidade.

Dia 29/10 – (início da discussão do O.E). Greve Nacional com Manifestação e Desfile – Concentração às 14h00, na Praça do Marquês de Pombal, com desfile até à Assembleia da República, com chegada prevista às 15h00 onde decorre a discussão do Orçamento para 2019.

De salientar que, hoje mesmo seguiram pedidos de reunião, urgente, para todos os Grupos Parlamentares de forma a uma vez mais, reforçar a ideia que este Grupo Profissional estará, de novo, em frente ao Parlamento, lutando pelo direito de equidade e igualdade com outros profissionais de Saúde.

Colega, estas duas ações são de capital importância, por isso é MUITO IMPORTANTE que TODOS estejamos presentes e que a Manifestação de 29/10 seja, sem qualquer margem de dúvida, a maior ação de repúdio pela discriminação com os TSDT por parte do Governo. 

Nota: 

Brevemente informaremos sobre os meios de transporte que disponibilizaremos para esta ação de luta. 

 

EXIGIMOS A APRESENTAÇÃO DE NOVAS PROPOSTAS

EXIGIMOS JUSTIÇA E EQUIDADE

JUNTOS SOMOS MAIS FORTES

AS DIREÇÕES SINDICAIS

PDF – Comunicado Conjunto de 11/10/2018



Comunicado Conjunto de 4/10/2018 – AÇÕES A DESENVOLVER EM CONJUNTO

Publicado em:

Caros (as) Associados (as)

Na última reunião realizada com estas Estruturas Sindicais, o Governo pretendeu, uma vez mais, encerrar o processo o negocial, sem acordo, tendo os Sindicatos rejeitado e repudiado esta intenção. O Governo solicitou, então, mais tempo para melhor ponderar as nossas reivindicações e a apresentação de novas propostas. 

No decorrer dos vários plenários que temos realizado pelo país, e apesar de não estarem todos realizados, os colegas têm apoiado a vontade de continuarmos e mantermos as nossas reivindicações, e obrigarmos o Governo a negociar as matérias não acordadas, assim, decidimos em conjunto avançar para mais ações de luta, no sentido de obrigar a apresentação, urgente, de novas propostas e a continuação da negociação.

 Calendarização de Ações de Luta:

  • 15 Outubro – Concentrações Regionais

Lisboa, Porto, Coimbra, Faro, Funchal, Açores

Horário – 17h às 20h 

Têm como objetivo sinalizarmos a entrega do Orçamento de Estado no Parlamento pelo Governo, e de se terem passado os 15 dias solicitados pelo Governo caso o mesmo não tenha apresentado nada até essa data.

  • 24 Outubro – Greve e Grande Manifestação Nacional no período da Tarde.

Neste dia ocorre o Debate Quinzenal no Parlamento com o Primeiro-Ministro. Pretendemos realizar um desfile e concentração em frente ao Parlamento. Serão organizados transportes pelos Sindicatos. 

  • 31 Outubro – Greve Nacional
  • Mês de Novembro – Anunciar a realização de um dia de greve todas as semanas de Novembro, caso o Governo continue a não apresentar propostas com respostas às nossas reivindicações.
  • Pedidos de audiências urgentes aos Grupos Parlamentares – Pretendemos sensibilizar e apelar à intervenção dos Partidos, em sede da discussão do Orçamento de Estado, para ser discutida a necessidade de existir cabimento Orçamental para aplicação da nova tabela salarial dos TSDT.

 Próximos Plenários:

ULSNE – 10/10/18 – Sala de Reuniões da Unidade Hospitalar de Bragança – das 16 às 18h30m

CHTMAD11/10/18 – Hospital S. Pedro – Vila Real – Local a designar – das 11 às 13h30m

COLEGAS 

Estas ações agora anunciadas podem vir a sofrer algumas alterações ou até ser reforçadas, caso o desenrolar do processo negocial a isso obrigue.

 EXIGIMOS A APRESENTAÇÃO DE NOVAS PROPOSTAS

EXIGIMOS JUSTIÇA E EQUIDADE

JUNTOS SOMOS MAIS FORTES.

AS DIREÇÕES SINDICAIS

PDF – Comunicado Conjunto de 4/10/2018



Comunicado Conjunto -PROCESSO NEGOCIAL – DESENVOLVIMENTO DE AÇÕES DE LUTA

Publicado em:

Processo Negocial

Em sequência do nosso pedido de negociação suplementar, em reunião com os Sindicatos no passado dia 9 de Julho, o Governo comprometeu-se a apresentar novas propostas, nas matérias sobre as quais não existe o nosso acordo, com especial enfoque no que diz respeito às transições e tabela salarial com as respetivas posições remuneratórias.

Nas últimas semanas temos alertado o Governo para a necessidade premente do mesmo efetivar a apresentação das referidas propostas, dado que estamos a realizar Plenários nacionais, nos quais, cada vez mais o sentido da decisão dos (as) colegas é o de realização de ações de luta e protesto, já no próximo mês de Outubro, cuja finalidade é exigir a apresentação de propostas que venham ao encontro das justas reivindicações dos TSDT.

O Governo, depois de ter marcado reunião para o dia 20/9, informou os sindicatos do adiamento da mesma para o próximo dia 27/09, aguardamos por essa reunião para podermos informar os colegas do resultado da mesma.

 

Plenários Nacionais

Os Sindicatos têm realizado Plenários a nível nacional, nos quais, a participação dos colegas se reveste de especial importância para a decisão dos futuros desenvolvimentos das ações de luta e protesto dos TSDT.

Estão programados mais Plenários com datas definidas nos próximos dias e que aguardam a confirmação das salas para posterior informação aos colegas.

ULS Guarda – das 11.00 às 13.30 horas, no Auditório Dr. Lopo de Carvalho – Sede da ULS Guarda, EPE

CH Cova da Beira – das 16.00 às 18.30 horas, na Sala 3 do Serviço de Formação do C. H. Cova da Beira, EPE

Évora – dia 1/10 – local e hora a definir

Santarém – dia 3/10 – local e hora a definir

Bragança – dia 10/10 – local e hora a definir 

Vila Real – dia 11/10 – local e hora a definir

Outros plenários estão a ser planeados e serão anunciados brevemente.

Ações de Luta e Protesto

Como temos explicado nos Plenários já realizados, estamos a preparar um calendário de ações de luta a desenvolver durante o mês de outubro, pois o Governo não nos deixa outra alternativa, uma vez que não apresenta propostas que se aproximem da nossa reivindicação, sendo previsível um desfecho de encerramento das negociações sem o acordo dos sindicatos, à semelhança do que já está a ocorrer com outras negociações na Administração Pública.

Importa reafirmar, o que temos declarado constantemente, que não é por falta de propostas e contrapropostas apresentadas por parte dos sindicatos sobre as matérias que consideramos fundamentais que não conseguimos firmar um acordo com o Governo. Estas matérias, abordadas nas propostas apresentadas ao Governo, estão resumidas nas exigências que fazemos na moção que tem sido apresentada aos colegas que marcam presença nos Plenários, a qual anexamos. 

Se o Governo não apresentar propostas que venham ao encontro das nossas exigências, não teremos outra alternativa senão regressar a firmes ações de luta para defendermos os nossos direitos e demonstrarmos, uma vez mais, a injustiça que pretendem aprofundar com este grupo profissional, revendo a sua Carreira mas mantendo a falta de paridade e equidade relativamente a outras Carreiras da Administração Pública. 

Colegas, após a reunião com o Governo que ocorrerá no próximo dia 27, os sindicatos irão anunciar as datas e as formas de luta, as quais serão ações de rua e paralisações a nível nacional. Mantém-te atento!

Nota final – Os Sindicatos decidiram realizar, no dia 28 do corrente mês, uma vigília que terá lugar em frente ao Ministério das Finanças, das 18 às 24h para dar início a mais um período de luta, se o Governo, na reunião do próximo dia 27, não apresentar propostas que se aproximem das nossas exigências.

 

QUEREMOS NEGOCIAR NOVAS PROPOSTAS

EXIGIMOS JUSTIÇA E EQUIDADE

JUNTOS SOMOS MAIS FORTES

 

AS DIREÇÕES SINDICAIS

 

PDF – Comunicado Conjunto de 25/09/2018

PDF – PLENÁRIO GUARDA – VISEU

PDF – PLENÁRIO COVILHÃ – CASTELO BRANCO